jeudi 19 mars 2015

Governador frustra-se com sobas que receberam Samakuva no Cuango



Kuango_PRLN.jpgDepois de o homem do Povo, líder da mudança, Dr. Isaías Samakuva Presidente da UNITA e a sua comitiva, terem estado 72 horas no Cuango e presidido a vários actos políticos de massas com a participação de milhares de almas, surge a reacção.



Os seculos convidados a assistir aos actos organizados pela UNITA, foram corridos e tratados de traidores pelo 1º Secretário Provincial do MPLA e Governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala no decurso de uma reunião para a qual tinham sido convidados pelo mesmo.


Segundo as entidades tradicionais, “fomos chamados de traidores, bandidos e faltou-nos respeito, dizendo que vão para a UNITA vos dar dinheiro, se tem".

Os gana sobas ficaram surpresos com a atitude do governante, em plena era democrática no país.

O Governador que se deslocou à Comuna do Luremo, para presidir um acto político de massa, levou meios para oferecer aos sobas do comité do MPLA, que participaram no acto que ocorreu no passado dia 16/02/2015 e agradecer pela barbaridade praticada pelo seu grupo.

Fica assim, esclarecida, a situação em relação aos mentores da intolerância política no país e na província da Lunda Norte em particular. São os próprios dirigentes que orientam a prática destes crimes hediondos. Muangala ofereceu dinheiro, carros e bens diversos como gesto de agradecimento aos criminosos. Quem apoia criminosos é porque também o é.


Por: Kicongo Kiamazanga Kufa Kubola

Aucun commentaire:

Publier un commentaire