dimanche 13 mars 2016

BPI é a “encruzilhada” de Isabel dos Santos

Directora do “Jornal de Negócios” escreve que a empresária começa a ser conhecida mais pelo que “pode destruir do que pelo que constrói”.

Por REDE ANGOLA.

A directora do Jornal de Negócios escreve hoje, em editorial, que “Isabel dos Santos tem na sua mão o futuro do banco [BPI] e está a vender bem caro esse poder” nas negociações com o CaixaBank pelo poder do banco português que detém a maioria do capital do Banco de Fomento de Angola (BFA).


Para Helena Garrido, a empresária angolana “ganha poder pela mão do CaixaBank com quem agora está em feroz negociações”, num “jogo de ganância e de guerra” que não é diferente de outras guerras empresariais, a não ser por uma diferença, a de que “as suas guerras se têm feito com um exercício de poder pela negativa, ganha dinheiro a dizer não”.

“Isabel dos Santos, tal como Angola, podia ter o mundo aos seus pés. Como já o teve em Portugal. Episódios sucessivos têm desgastado a imagem da empresária e banqueira angolana. O mais grave foi o seu dito por não dito no caso do acordo com a Sonae Distribuição, acabando a contratar gestores do grupo de Belmiro de Azevedo para construir sem parceiros os seus supermercados Continente”, acrescenta a directora do Jornal de Negócios.

A directora da publicação económica portuguesa acrescenta que a empresária começa “a ter já a imagem de quem ganha mais dinheiro pelo que pode destruir do que pelo que constrói”.

“Se quiser conquistar o estatuto de grande empresária, Isabel dos Santos tem de conhecer as fronteiras do seu poder”, escreve Helena Garrido, explicando que “Isabel dos Santos vive no caso BPI também a sua encruzilhada, a sua oportunidade de ser mais livre” e “terá de escolher entre ganhar menos dinheiro com o BPI e conquistar terreno como empresária na Europa ou levar a sua ganância ao limite e perder-se”.


A conclusão é simples, refere a directora do Jornal de Negócios: “Na solução do caso BPI está também o futuro de Isabel, uma possibilidade de deixar de ser a filha do Presidente de Angola”.

Aucun commentaire:

Publier un commentaire